Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > CETEM busca reduzir consumo de água e de energia elétrica com a utilização de deionizadores
Início do conteúdo da página

CETEM busca reduzir consumo de água e de energia elétrica com a utilização de deionizadores

Publicado: Quinta, 17 de Setembro de 2020, 09h12 | Última atualização em Quinta, 17 de Setembro de 2020, 09h55 | Acessos: 183

A Comissão de Sustentabilidade do Centro promoveu a substituição dos destiladores por deionizadores em três laboratórios.

Ambos possuem a mesma função: eles retiram sais e matéria orgânica da água. No entanto, a principal diferença está no processo pelo qual a água é tratada.

O destilador faz a remoção mediante o aquecimento da água até sua ebulição.

Portanto, para garantir uma boa quantidade de água destilada é necessário usar uma grande quantidade de água comum para condensá-la, que é completamente descartada, gerando um desperdício considerável, além de um gasto maior de energia elétrica.

Já o deionizador faz a remoção dos íons por meio de filtros, primeiro através de um sistema composto por carvão ativado e depois através de colunas trocadoras de íons.

O deionizador é mais econômico não só pelo uso total da água, mas também por não consumir energia elétrica e apresentar um baixo custo de implementação e manutenção.

A Comissão de Sustentabilidade estima que utilização de deionizadores vai gerar uma redução de 58% do custo anual de produção de água tipo 3 para os três laboratórios da COPTM (Lab 5, Lab 6 e LQS); economia anual de 80.000 litros de água e de 1.335 kWh de energia elétrica.

A comissão também avalia que a economia gerada pagará o custo financeiro da transição em menos de três anos.

Os demais laboratórios do CETEM já substituíram seus destiladores.

Novo deionizador de água
Novo deionizador de água

registrado em:
Fim do conteúdo da página