Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Projeto de equipe do Núcleo Regional do CETEM no Espírito Santo é aprovado na fase final do edital capixaba do Programa Centelha
Início do conteúdo da página

Projeto de equipe do Núcleo Regional do CETEM no Espírito Santo é aprovado na fase final do edital capixaba do Programa Centelha

Publicado: Sexta, 26 de Junho de 2020, 14h10 | Última atualização em Sexta, 26 de Junho de 2020, 16h44 | Acessos: 235

O Programa Centelha tem como objetivo estimular a criação de empreendimentos inovadores e também motivar a cultura do empreendedorismo no Brasil.

No último dia de 15 junho, o Programa Centelha ES divulgou o resultado da fase final de seu edital. Foram 100 projetos classificados e o projeto submetido pela equipe do Núcleo Regional do Espírito Santo do CETEM ocupou a 37° posição.

Na primeira fase do Programa, 3.556 ideias de  projetos participaram do processo de seleção. A proposta do NRES ficou em primeiro lugar entre as 500 classificadas. A segunda fase, com a apresentação dos planos de negócio, encerrada no mês de março,  teve 250 projetos aprovados, sendo a proposta do NRES classificada em 9° lugar. 

Fazem parte da equipe do projeto aprovado, além do coordenador do NRES, Dr. Francisco Wilson Hollanda Vidal, o pesquisador PCI, Victor Ponciano e Phillipe Fernandes, e um aluno do curso de Pós-Graduação do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) de Cachoeiro de Itapemirim/ES, o Eng. de Minas Mateus Valentim Sopeletto. A linha de pesquisa do CETEM, na qual o projeto se insere, foi iniciada pelo coordenador do NRES, em 1999, resultando em orientações de projetos de pesquisa e publicações de artigos científicos.

O projeto visa elaborar, no âmbito de PD&I, o dimensionamento da implantação de uma unidade de processamento do resíduo de teares multifio para a recuperação do diamante sintético presente nos finos do beneficiamento de rochas ornamentais, bem como avaliar os parâmetros técnicos e econômicos desta planta de recuperação.

Iniciativa do MCTI e da Finep, o programa conta com a parceria do CNPq e do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operada pela Fundação CERTI. No Espírito Santo, é executada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES).

Os recursos disponibilizados para a subvenção econômica dos projetos aprovados pelo Programa Centelha apresentam o valor unitário de até R$ 60.000,00 (sessenta mil reais).  A contratação do projeto será feita até setembro de 2020, por meio de empresa constituída pelos integrantes da equipe. O projeto tem vigência de 1 ano.

registrado em:
Fim do conteúdo da página