Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Programas Estratégicos 2017-2022 e os ODS
Início do conteúdo da página

Programas Estratégicos 2017-2022 e os ODS

Publicado: Terça, 23 de Janeiro de 2018, 10h22 | Última atualização em Segunda, 17 de Fevereiro de 2020, 08h46 | Acessos: 658

Os Programas Estratégicos do CETEM, com base no Plano Diretor 2017-2022, foram concentrados em esforços para a superação dos desafios estratégicos, cujos resultados trarão grandes impactos econômicos e sociais para o país.

Os Programas Estratégicos do CETEM, com base no Plano Diretor 2017-2022, foram concentrados em esforços para a superação dos desafios estratégicos, cujos resultados trarão grandes impactos econômicos e sociais para o país.

Desse modo, cada desafio estratégico foi articulado em um correspondente programa de pesquisa de cinco anos, formando assim o escopo do Plano Científico e Tecnológico (PC&T) do Centro.

Cada programa possui subprogramas com projetos específicos em desenvolvimento no período 2017-2022, conforme se apresenta abaixo.

 Na sequência, mostra-se também a correspondência dos programas/subprogramas com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) de 2030 e suas Metas.

 

Programa Água e Energia, Resíduos e Sustentabilidade

Desafio

Desenvolver tecnologias que maximizem a eficiência energética e hídrica da indústria mineral e o uso racional dos recursos minerais, contribuindo com a mitigação de seus impactos.

Subprogramas Projetos
I. Água e Energia
  1. Tratamento biológico de efluentes contaminados por metais
  2. Estudos de adsorventes de metais em efluentes
  3. Desenvolvimento de tecnologias para desaguamentos de rejeitos (redução do consumo e melhora da qualidade da água para recirculação)
  4. Realização de estudo da eficiência energética na fragmentação
II. Resíduos
  1. Reprocessamento de rejeitos da mineração e resíduos sólidos urbaos e industriais
  2. Produção de rejeitos.
  3. Aproveitamento de resíduos de construção e demolição
  4. Aproveitamento de rejeitos de mineração e da perfuração de poços de petróleo
  5. Aproveitamento de resíduos da produção de rochas ornamentais
  6. Tratamento biológico de solos multicontaminados por petróleo e metais
III. Sustentabilidade
  1. Caracterização ambiental de emissões, efluentes e resíduos sólidos
  2. Avaliação dos impactos socioambientais das atividades de mineração
  3. Oportunidades em economia circular
  4. Mineração urbana

 

Programa Minerais Estratégicos

Desafio

Contribuir para a produção de minerais estratégicos de forma competitiva e sustentável, reduzindo a dependência do País em importação ou aumentando a competitividade da produção de bens minerais abundantes.

Subprogramas Projetos
I. Terras-raras
  1. Desenvolvimento de metodologias analítica (métodos clássicos e inovadores)
  2. Caracterização tecnológica para amostras de minérios de ETRs
  3. Ensaios de cominuição e de conecntração do minério de ETR
  4. Rotas de lixiviação química a partir de ETRs
  5. Rotas de biolixiviação de ETRs a partir de minérios e/ou resíduos
  6. Desenvolvimento e aplicação de metodologia de Avaliação do Ciclo de Vida na cadeia produtiva de ETRs
  7. Modelagem dinâmica e Economia Circular do mercado de ETRs Brasileiro
  8. Estudo de extratantes para ETRs por Modelagem Molecular, incluindo desenvolvimento de novos extratantes
  9. Desenvolvimento de tecnologias para separação e purificação de ETRs (Projeto REGINA e outros)
  10. Processamento e aplicações de imãs de ETRs para indústria de alta tecnologia (INCT-Pátria)
  11. Avaliação dos efeitos tóxicos dos ácidos utilizados para solubilização dos óxidos de ETR, dos parâmetros físico-químicos e das soluções de ETRs em organismos aquáticos e terrestres
II. Agrominerais
  1. Avaliação da potencialidade de utilização de novos insumos, minerais e desenvolvimento de novas rotas (químicas e biológicas) para obtenção de fósforo ou potássio.
  2. Produção de material de referência certificado de agrominerais
  3. Desenvolvimento de rotas para processamento mineral na presença de carnalita
  4. P&D em cristalização fracionada de sais de potássio a partir de soluções salinas (água mães e soluções do pré-sal)
  5. Avaliação de rotas de processamento para diferentes horizontes de oxidação de minérios de fósforo
  6. Avaliação de rotas de processamento para jazidas de baixo teor (ex. Patos de Minas)
  7. Desenvolvimento de rotas de processamento para minérios que contêm dolomita
  8. Avaliação da potencialidade de uso de novos insumos para a produção de fertilizantes de liberação lenta e remineralizadores
  9. Implementação de processo de produção de fertilizantes granulados
III. Outros minerais estratégicos (lítio, silício, carvão mineral, minério de ferro)
  1. Aproveitamento do lítio contido em finos de pegmatitos para produção de hidróxido de lítio
  2. Caracterização e beneficiamento de minerais pesados de depósitos litorâneos
  3. Melhoramento dos processos de concentração de itabiritos
  4. Remoção de fósforo do minério de ferro

 

Programa Rochas Ornamentais

Desafio

Contribuir para o aumento da competitividade e sustentabilidade do setor de rochas ornamentais e a conservação do patrimônio arquitetônico.

Projeto
  1. Otimização da lavra de rochas ornamentais
  2. Inovação em prcessos e equipamentos de beneficiamento
  3. Estruturação da sistemática de apoio à conservação do patrimônio geológico construído
  4. Desenvolvimento de métodos e avaliação do Ciclo de Vida

 

 

Programas Estratégicos do CETEM e os ODS

Os Programas Estratégicos do CETEM e seus subprogramas/projetos apresentam relação com 8 dos 17 ODS, bem como com 20 Metas Específicas. (Em cor vinho se identificam as Metas que têm adesão mais forte com cada programa/subprograma.)

Plano Diretor do CETEM 2017-2022 - Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - ODS
Clique na imagem para ampliar

ODS e Metas relacionados com o Programa Estratégico 2017-2022 do CETEM

ODS 2 - Fome zero e agricultura sustentávelODS 2 - FOME ZERO E AGRICULTURA SUSTENTÁVEL

2.3 Dobrar a produtividade agrícola e a renda dos pequenos produtores de alimentos, particularmente das mulheres, povos indígenas, agricultores familiares, pastores e pescadores, inclusive por meio de acesso seguro e igual à terra, outros recursos produtivos e insumos, conhecimento, serviços financeiros, mercados e oportunidades de agregação de valor e de emprego não-agrícola.

2.4 Garantir sistemas sustentáveis de produção de alimentos e implementar práticas agrícolas resilientes, que aumentem a produtividade e a produção, que ajudem a manter os ecossistemas, que fortaleçam a capacidade de adaptação às mudanças climáticas, às condições meteorológicas extremas, secas, inundações e outros desastres, e que melhorem progressivamente a qualidade da terra e do solo.

 

ODS 3 - Saúde e bem-estarODS 3 – SAÚDE E BEM-ESTAR

3.9 Reduzir substancialmente o número de mortes e doenças por produtos químicos perigosos e por contaminação e poluição do ar, da água e do solo.





ODS 6 - Água potável e saneamentoODS 6 – ÁGUA POTÁVEL E SANEAMENTO

6.3 Melhorar a qualidade da água, reduzindo a poluição, eliminando despejo e minimizando a liberação de produtos químicos e materiais perigosos, reduzindo à metade a proporção de águas residuais não tratadas, e aumentando substancialmente a reciclagem e reutilização segura globalmente.

6.4 Aumentar substancialmente a eficiência do uso da água em todos os setores e assegurar retiradas sustentáveis e o abastecimento de água doce para enfrentar a escassez de água, e reduzir substancialmente o número de pessoas que sofrem com a escassez de água.

6.a Ampliar a cooperação internacional e o apoio à capacitação para os países em desenvolvimento em atividades e programas relacionados à água e saneamento, incluindo a coleta de água, a dessalinização, a eficiência no uso da água, o tratamento de efluentes, a reciclagem e as tecnologias de reuso.

 

ODS 7 - Energia limpa e acessívelODS 7 – ENERGIA LIMPA E ACESSÍVEL

7.2 Aumentar substancialmente a participação de energias renováveis na matriz energética global.

7.3 Dobrar a taxa global de melhoria da eficiência energética.

7.a Reforçar a cooperação internacional para facilitar o acesso à pesquisa e tecnologias de energia limpa, incluindo energias renováveis, eficiência energética e tecnologias de combustíveis fósseis avançadas e mais limpas, e promover o investimento em infraestrutura de energia e em tecnologias de energia limpa.

 

ODS 8- Trabalho decente e crescimento econômicoODS 8 – TRABALHO DECENTE E CRESCIMENTO ECONÔMICO

8.2 Atingir níveis mais elevados de produtividade das economias, por meio da diversificação, modernização tecnológica e inovação, inclusive por meio de um foco em setores de alto valor agregado e intensivos em mão-de-obra.

8.4 Melhorar progressivamente a eficiência dos recursos globais no consumo e na produção, e empenhar-se para dissociar o crescimento econômico da degradação ambiental, de acordo com o "Plano Decenal de Programas Sobre Produção e Consumo Sustentáveis".

 

ODS 9- Indústria, Inovação e InfraestruturaODS 9 – INDÚSTRIA, INOVAÇÃO E INFRAESTRUTURA

9.4 Modernizar a infraestrutura e reabilitar as indústrias para torná-las sustentáveis, com eficiência aumentada no uso de recursos e maior adoção de tecnologias e processos industriais limpos e ambientalmente corretos; com todos os países atuando de acordo com suas respectivas capacidades.

9.5 Fortalecer a pesquisa científica, melhorar as capacidades tecnológicas de setores industriais em todos os países, particularmente nos países em desenvolvimento, inclusive, até 2030, incentivando a inovação e aumentando substancialmente o número de trabalhadores de pesquisa e desenvolvimento por milhão de pessoas e os gastos público e privado em pesquisa e desenvolvimento.

 

ODS 11- Cidades e comunidades sustentáveisODS 11 – CIDADES E COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS

11.4 Fortalecer esforços para proteger e salvaguardar o patrimônio cultural e natural do mundo.

11.6 Reduzir o impacto ambiental negativo per capita das cidades, inclusive prestando especial atenção à qualidade do ar, gestão de resíduos municipais e outros.

 

ODS 12- Consumo e produção responsáveisODS 12 – CONSUMO E PRODUÇÃO RESPONSÁVEIS

12.2 Alcançar gestão sustentável e uso eficiente dos recursos naturais.

12.4 Alcançar o manejo ambientalmente adequado dos produtos químicos e de todos os resíduos, ao longo de todo o ciclo de vida destes, de acordo com os marcos internacionalmente acordados, e reduzir significativamente a liberação destes para o ar, água e solo, para minimizar seus impactos negativos sobre a saúde humana e o meio ambiente.

12.5 Reduzir substancialmente a geração de resíduos por meio da prevenção, redução, reciclagem e reuso.

12.6 Incentivar as empresas, especialmente as empresas grandes e transnacionais, a adotar práticas sustentáveis e a integrar informações de sustentabilidade em seu ciclo de relatórios.

Fim do conteúdo da página