Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Projetos Financiados por Agências e/ou Recursos Públicos > Respostas do microbioma de solo agrícola à aplicação de remineralizadores como fontes alternativas de nutrientes para as plantas
Início do conteúdo da página

Respostas do microbioma de solo agrícola à aplicação de remineralizadores como fontes alternativas de nutrientes para as plantas

Publicado em Segunda, 07 de Janeiro de 2019, 00h00 | Atualizado em Sexta, 27 de Março de 2020, 10h48 | por Super User | Acessos: 1011

Pesquisadora responsável: Sandy Sampaio Videira
Patrocínio: MCTIC/CNPq (Edital Universal)
Prazo: abril/2019 a março/2022
Valor financiado: R$28.900,00
Parcerias: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Unidade Agrobiologia.

O atual contexto geopolítico tem sido pautado por questões de cunho ambiental, sobretudo pela escassez dos recursos naturais. Esse cenário tem pressionado a atividade agrícola na direção de uma produção mais agroecológica que contemplam o uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais. Nesse sentido, tem sido dada atenção especial às tecnologias que contribuem para a reciclagem de nutrientes, como base para a manutenção da fertilidade do solo e para a nutrição das plantas, além da manutenção da atividade biológica do solo. Mais recentemente, dentre as diferentes tecnologias aplicáveis aos sistemas de produção, destaca-se o uso de remineralizadores, material de origem mineral alternativo aos tradicionais fertilizantes solúveis, que devido à solubilidade mais baixa têm efeito residual a longo prazo. Apesar do indiscutível papel dos micro-organismos do solo na solubilização de minerais nos agroecossistemas, ainda existe um entendimento bastante limitado sobre o impacto deste novo insumo na atividade biológica do solo, bem como da atuação da microbiota na biosolubilização destes remineralizadores. Desta forma, os objetivos deste trabalho são (i) avaliar o impacto da aplicação de remineralizadores no microbioma de solos agrícolas através da análise do gene 16S rRNA e sequenciamento de nova geração, e (ii) avaliar o potencial agronômico de remineralizadores como fonte de nutrientes para melhoria dos índices de fertilidade do solo e nutrição e produção vegetal. Nossa hipótese baseia-se na ideia de que a fertilização dos solos com remineralizadores provoca uma seleção de micro-organismos estritamente relacionados a processos de biosolubilização no sistema solo-planta que aumentam a eficiência no uso destes insumos. Os resultados podem contribuir para o melhor entendimento dos serviços ambientais prestados pela comunidade microbiana e, futuramente, para o desenvolvimento de biotecnologias capazes de aumentar a disponibilização de nutrientes a partir de remineralizadores e reduzir as exigências nutricionais das plantas a partir de fertilizantes solúveis.

Fim do conteúdo da página