Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Projetos Financiados por Agências e/ou Recursos Públicos > Normatização da utilização de resíduos de rochas ornamentais em artefatos de cerâmica vermelha e à base de cimento Portland
Início do conteúdo da página

Normatização da utilização de resíduos de rochas ornamentais em artefatos de cerâmica vermelha e à base de cimento Portland

Publicado em Quarta, 01 de Abril de 2020, 11h03 | Atualizado em Quarta, 01 de Abril de 2020, 11h14 | por Super User | Acessos: 783

Pesquisador responsável no CETEM: Francisco Wilson Hollanda Vidal
Patrocínio: Fapes
Prazo: fevereiro/2018 a janeiro/ 2021
Valor financiado: R$ 700.000,00

O Brasil é um dos principais produtores de rochas ornamentais do mundo e o Estado do Espírito Santo é onde se concentra a maior parte da produção. As principais etapas industriais da cadeia produtiva do setor de rochas ornamentais são a lavra e o beneficiamento que, por sua vez, é subdividido em serragem e polimento. Na lavra, o bloco é extraído do maciço rochoso e posteriormente transportado para a serragem, onde ocorre o desdobramento do bloco em chapas, por meio de teares multilâmina ou multifio. Após a serragem dos blocos, as chapas seguem para o beneficiamento secundário. O processamento de rochas gera resíduos que, sem nenhum tratamento para eliminação ou redução dos contaminantes presentes, acumulam-se nos aterros. Estima-se que no Brasil são geradas aproximadamente 2 milhões de toneladas de resíduos finos por ano, sendo que 1,5 Mt no Estado do Espírito Santo. Os resíduos são uma preocupação crescente para o setor de rochas ornamentais brasileiro, sendo o principal problema ambiental do setor, em destaque os resíduos provenientes do beneficiamento, por conter elementos ou compostos que classificam a maior parte dos resíduos já estudados como não inertes. Assim sendo, há a necessidade de estudar a utilização de resíduos em materiais que possam inertizá-los, demonstrando que sua utilização não representa riscos ambientais e à saúde humana. A composição do resíduo pode variar de acordo com a composição das rochas, do processamento/insumos utilizados e dos processos de reaproveitamento da água e lamas. Diversas pesquisas já foram desenvolvidas incorporando o resíduo do beneficiamento de rochas ornamentais em diversos materiais e componentes construtivos. Os resultados das pesquisas, em sua grande maioria concluem a respeito da viabilidade técnica de utilização do resíduo em materiais de construção de uma forma geral. No entanto, esses trabalhos permeiam no âmbito acadêmico/científico, havendo, com isso, uma necessidade de normatização de todo o processo. Estas etapas passam desde a coleta, caracterização, aplicação e desempenho do produto, até possibilidade de comercialização do produto final fabricado a partir deste material, possibilitando todo o processo de transferência de tecnologia. Dentro desse contexto, o objetivo do presente projeto é a normatização da utilização do resíduo do beneficiamento de rochas ornamentais em artefatos de cerâmica vermelha e artefatos de concreto à base de cimento Portland. Esse projeto vai contribuir para a redução de consumo de matérias-primas naturais, diminuição da quantidade de resíduos a serem descartados na natureza, além de agregar valor a um resíduo indesejável, possibilitando a geração de novos empreendimentos, a mitigação do impacto ambiental, a inserção de novos produtos no mercado, a formação de recursos humanos, educação ambiental e, consequentemente, com o desenvolvimento sustentável do setor brasileiro de rochas ornamentais e da construção civil.

 

Fim do conteúdo da página